quinta-feira, 23 de abril de 2015

XCO Internacional de Valongo 2015

Após o arranque no passado mês de Março em Marrazes, Leiria, a Taça de Portugal de XCO prossegue este fim de semana em Sobrado, Valongo, onde iremos disputar a segunda prova do calendário.

O percurso, que conta com cerca de 3,6k  de extensão, desenrola-se nas imediações do complexo desportivo de Sobrado.


Programa:26 Abril - Domingo 

07h00 Abertura do Secretariado 
08h00 Encerramento da confirmação das inscrições 
08h45 Chamada da Corrida 1 
09h00 Partida da Corrida 1 (Cadetes Masc. Master 30, 40, 50 Paraciclismo Masc e Promoção)
10h45 Chamada da Corrida 2 
11h00 Partida da Corrida 2 (Juniores Masc. e Todas as Categorias Femininas)
14h55 Chamada da Corrida 3 
14h30 Partida da Corrida 3 (Elite e Sub-23 Masc.)


segunda-feira, 20 de abril de 2015

Vuelta a Galicia Master: Uma experiência que espero repetir


Já há uns meses, logo que soube da realização da Vuelta a Galicia Master, que decidi colocar este evento no meu calendário.
Uma prova totalmente diferente daquilo a que estou habituado: Estrada, com um contra-relógio e disputada em etapas! Algo tentador, que de imediato decidi experimentar.

Subida para o Alto das Viñas
Em termos de preparação especifica em si, para esta prova, praticamente não mudei muito os meus treinos. Fiz mais algumas horas nas ultimas semanas, mas nada de muito especial e sabia de antemão que este seria um grande desafio, aguentar com o andamento de um pelotão com a qualidade deste que encontrei, onde marcaram presença algumas das melhores equipas Master da península Ibérica.

O objectivo para esta prova era mesmo tentar acumular quilómetros entre o pelotão, aguentar todo aquele ritmo, por vezes infernal e acabar as etapas ali inserido, objectivo esse que não consegui alcançar...

Logo na primeira etapa de sábado, e com apenas 7,5km percorridos, furei um dos boyaux, provavelmente devido à muita sujidade que as chuvadas dessa madrugada trouxeram para a estrada...
Como alinhei sozinho, sem equipa e sem assistência e com o carro de apoio neutro já para a frente, não me restou outra alternativa senão subir para o carro vassoura, deixando desde logo de poder contar para a classificação geral da prova, mas podendo no entanto alinhar nas duas etapas seguintes.

Partida para o CRI
Da parte da tarde realizou-se então o contra-relógio, com cerca de 6,5 km de extensão, culminando com uma exigente subida no ultimo quilómetro, com cerca de 14% de inclinação média.
A primeira parte era marcada por estrada estreita, com muitas viragens apertadas, seguindo-se depois uma parte em estrada mais larga a rolar e finalmente o "grande muro".
Sem qualquer experiência em CRI, tentei encontrar um ritmo relativamente confortável, que me permitisse depois na subida final não quebrar muito. Acabei por fazer um tempo a meio da tabela. 64º, a 2'14 do mais rápido. o ex-profissional Alexandro Mosquera.

Já no domingo tivemos a terceira e ultima etapa. 86km, com duas contagens de montanha pelo caminho e com o sol de regresso à Galiza.
Era então a oportunidade para rolar entre o pelotão de mais de 120 corredores, que desde a partida real, de imediato passou a  rolar a alta velocidade.
Muito nervosismo ali pelo meio e uma luta constante pela melhor colocação no grande grupo até chegarmos à primeira montanha do dia, onde entrei a meio do grupo.
A corrida foi logo ali muito atacada, com os primeiros da geral a colocar um ritmo impressionante na subida e o pelotão a "esfrangalhar-se" todo ali, com muitos cortes e grupos.

Fiquei num desses cortes e dei tudo na descida seguinte para voltar a apanhar o grupo principal, o que não consegui por escassos 50 metros no final da descida, ficando apenas na companhia de dois colegas espanhóis. Um deles ainda ajudou a perseguir no plano dos km seguintes, mas o outro apenas passou para a frente para encostar ao pelotão quando estávamos quase a chegar lá e reentrou. Eu é que não... Paguei esse esforço na perseguição durante vários km e com um pelotão a rodar a 45km/h em direcção a Baiona, não mais reentrei...
Por momentos fiquei desanimado, por ter descaído em demasia na subida e depois não conseguir engatar de novo no pelotão, mas resolvi seguir, a solo, durante vários quilómetros, até que olho para trás e vejo que um grupo mais atrasado vinha no meu encalce. A partir daí integrei-me nesse grupo e rolamos até à meta. Já não havia nada a fazer, com um pelotão a rolar a alta velocidade mais lá na frente e assim chegamos com cerca de dez minutos de atraso para o vencedor.
O fim de semana não foram só bicicletas.
Ainda houve tempo para estar com amigos e a Marisa ir à praia

Apesar de tudo gostei da experiência e do ambiente em torno da prova, sem duvida uma grande organização, que envolveu muita gente para acompanhar a caravana na estrada.
Esta foi a primeira prova de Estrada de mais algumas que pretendo fazer este ano e gradualmente espero começar a melhorar as minhas prestações nesta vertente.

Obrigado a todos pelo apoio e foi bom ouvir algumas vezes o meu nome em espanhol na beira da estrada, durante o contra-relógio :)

No próximo fim de semana voltamos ao XCO, com a segunda prova da Taça de Portugal, em Sobrado, Valongo.

terça-feira, 14 de abril de 2015

Vuelta a Galicia Master

No próximo fim de semana disputa-se a Vuelta a Galicia Master e será aí que darei inicio ao meu mini-programa de provas de Estrada em que pretendo participar nesta temporada.

A prova será disputada em dois dias: Uma etapa em linha (78,5km) na manhã de sábado e um contra-relógio (6,5km) na parte da tarde, ficando para a manhã de domingo a derradeira etapa em linha (86,3km).

Sem grandes referencias em termos de andamento, e participando sem colegas de equipa, espero "sobreviver" entre o pelotão e desfrutar desta experiência, aproveitando ao mesmo tempo para acumular mais alguma experiência em corridas desta vertente. Em prova estarão algumas das melhores equipas espanholas das categorias Master.

Etapa 1
O Porriño/O Porriño


Etapa 2
CRI Tomiño/Alto das Viñas


Etapa 3
Tui/Tui


Mais informação em www.vueltagaliciamaster.com


domingo, 22 de março de 2015

Taça de Portugal XCO #1 - Marrazes

Foi com uma francamente boa adesão de atletas que Marrazes, Leiria, acolheu pela segunda vez a prova inaugural da Taça de Portugal de XCO.
O circuito, que para este ano sofreu bastantes alterações, incluindo a zona de meta e paddock, continua a ser um dos meus favoritos.

Foto: UVP-FPC
Como sempre a primeira corrida da temporada é das mais incertas. Já não corremos com a malta há alguns meses, surgem caras novas e por outro lado também não temos noção do nosso nível em relação aos outros.
Consegui fazer um bom arranque e rodei durante a volta inicial próximo da frente da corrida, mas o ritmo era demais para mim e lá coloquei o meu passo :)

Á falta de uma volta e meia para o final, o aperto do espigão da bicicleta cedeu e a partir daí foi tentar gerir a coisa para terminar a corrida. Terminei em 11º, depois de quatro voltas de grande diversão, pois o circuito também para isso contribuiu. A organização da prova está
Foto: Eduardo Campos
de parabéns pelo trabalho que tiveram. Só tenho pena de estar tão longe e não poder fazer uns treinos por ali durante o ano, pois pelos vistos o circuito estará sempre disponível para utilização. Muito bom!

Seguem-se agora três semanas sem competição para mim, mas com a Páscoa pelo meio. ou seja bastante trabalhinho.

A próxima corrida será a Vuelta a Galiza Master. A primeira de várias provas de estrada que pretendo fazer este ano :)

Galeria de Fotos

Resumo TV



Classificação Master 30:




quinta-feira, 19 de março de 2015

Temporada da Taça de Portugal de XCO 2015 arranca este fim de semana em Marrazes

A edição 2015 da Taça de Portugal de XCO arranca este fim de semana com o Internacional XCO de Marrazes.

O circuito, apesar de ser no mesmo local, terá sofrido algumas alterações, com a criação de novas zonas mas técnicas e de espectáculo para o publico.

A avaliar pela quantidade de equipas e atletas inscritos, regista-se um aumento face ao ano passado, com a minha categoria (Master 30) a registar um bom numero de inscritos, cerca de 40, coisa que já há bastante tempo que não se via e que é muito positivo.

Lá estaremos para dar tudo uma vez mais :)

Programa:
22 Março - Domingo 

07h00 Abertura do Secretariado 
08h00 Encerramento da confirmação das inscrições 
08h45 Chamada da Corrida 1 
09h00 Partida da Corrida 1 (Cadetes Masc. Master 30, 40, 50 Paraciclismo Masc e Promoção)
10h45 Chamada da Corrida 2 
11h00 Partida da Corrida 2 (Juniores Masc. e Todas as Categorias Femininas)
14h55 Chamada da Corrida 3 
14h30 Partida da Corrida 3 (Elite e Sub-23 Masc.)

domingo, 1 de março de 2015

XCO Cup Sram BMC #1 - Gondomar: Arranque positivo

O 4º XCO de Gondomar marcou o arranque da temporada da XCO Cup Sram BMC, promovida pela Associação de Ciclismo do Porto.

Foto: Equipa de Ciclismo Maiatos Reabnorte
Disputada no habitual circuito desenhado nas imediações da sede do Centro de Ciclismo de Gondomar, o clube organizador, a prova contou com uma grande adesão de atletas e equipas,que num fim de semana marcado pela chuva, se bateram pelos melhores resultados num circuito muito endurecido pela lama.

Já não competia desde a ultima prova da temporada de Ciclocross, em meados de Janeiro e assim esta corrida serviu também de teste à forma actual.
O arranque não foi dos melhores e não consegui seguir de imediato o Carlos Monteiro e o Manuel Lopes, que colocaram um ritmo fortíssimo desde o inicio, mas com o passar das voltas fui encontrando o meu ritmo.
Foto: Equipa de Ciclismo Maiatos Reabnorte
O Carlos Monteiro está forte e venceu sem contestação, sendo seguido pelo Manuel Lopes e eu terminei em terceiro.

Julgo que foi um arranque positivo nesta temporada de XCO e agora há que continuar a evoluir rumo ao arranque da Taça de Portugal, que irá acontecer em Marrazes, Leiria, no próximo dia 22.

Obrigado a todos pelo apoio. É bom ouvir o nosso nome, com vozes de incentivo um pouco por todo o circuito.

Galeria de Fotos

Classificação Master 30:

1º 303 Carlos Monteiro - Quinta das Arcas / Interdesign / Xarão 5 voltas em 1:20:57.327
2º 301 Manuel Lopes - ASC / Focus Team - Vila do Conde +35
3º 302 Rogério Matos - Rompe Trilhos +01:32
4º 333 Jonny Galaviz - Maiatos / Reabnorte +03:42
5º 319 Nestor Moreira - Oficina do Empenado / Clube BTT Penafiel +05:48
6º 327 Ruben Pereira - Club Ciclista Verin +06:56
7º 314 Nuno Monteiro - Quinta das Arcas / Interdesign / Xarão +07:29
8º 321 Luís Martins - Mozinho MTB / Martos / HRV +08:45.935
9º 308 Marco Almeida - Longusbike Team / Carlicporto +09:28
10º 309 Bruno Santos - Quinta das Arcas / Interdesign / Xarão +09:46
11º 326 Francisco Macieira - Mouquim / Afacycles / Eugénios +10:00
12º 315 Orlando Gonçalves - ProRebordosa / Garrafeira Gomes +11:05
13º 306 Humberto Luís - Individual +11:24
14º 323 Carlos Viana - Lipor / Bike Team +11:55
15º 332 Ricardo Ferreira - Maiatos / Reabnorte +12:01
16º 320 Agostinho Cunha - Oficina do Empenado / Clube BTT Penafiel +12:18
17º 331 Rui Babo - Oficina do Empenado / Clube BTT Penafiel +12:47
18º 330 Rui Santos - Individual +13:47
19º 304 Carlos Moura - Rompe Trilhos +14:33
20º 316 Roberto Lopes - Individual +15:53
21º 317 Alexandre Pinto - Individual +15:53
22º 307 Marco Pereira - Rompe Trilhos +17:32
23º 328 Rafael Martins - BMC/ SRAM/ Póvoa de Varzim +18:28
24º 312 Filipe Tomás - Centro Ciclista de Gondomar / Gondobike +20:19
25º 313 Filipe Leal - Quinta das Arcas / Interdesign / Xarão a 1
26º 311 Marco Rocha - Longusbike Team / Carlicporto a 1 volta
27º 324 José Pereira - Longusbike Team / Carlicporto a 1 volta
DNF 318 Marco Azevedo Master 30 Individual  DNF
DNF 325 Bruno Carneiro Master 30 Quinta das Arcas / Interdesign / Xarão DNF
DNS 310 José Magalhães Master 30 ASC / Focus Team - Vila do Conde DNS
DNS 322 José Brito Master 30 Escola Tomatubikers Famalicão DNS
DNS 329 Filipe Silva Master 30 Bila Bikers/Carnes Silva/Cycles Oliveira DNS

Classificações completas

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

XCO Cup Sram BMC #1 - Gondomar

Arranca este fim de semana a temporada de BTT da Associação de Ciclismo do Porto, com a primeira prova da XCO Cup Sram BMC, em Gondomar.

Será a minha primeira corrida depois da temporada de Ciclocross e uma boa oportunidade para avaliar o estado de forma rumo ao que aí vem.

A organização do evento está a cargo do Centro de Ciclismo de Gondomar, sendo esta a sua quarta edição.

O circuito, localizado nas imediações da sede do clube, na Avenida da Conduta, deverá ser idêntico ao de anos anteriores, sendo de registar a boa adesão de atletas e equipas a esta prova, que irá ser toda ela disputada durante a manhã de domingo.


Programa:

1 Março - Domingo 

08h00 Abertura do Secretariado 
09h00 Corrida 1 - Femininas, Paraciclismo, Open e Masters 
09h30 Corrida 2 - Todas as categorias de Escolas 
11h00 Corrida 3 - Cadetes, Juniores, Sub 23 e Elites

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Terminada a temporada de Ciclocross, segue-se o XCO e a Estrada

Com a disputa da ultima prova da Taça de Portugal de Ciclocross em meados de Janeiro, terminou a minha temporada de Ciclocross 2014/2015, uma época da qual faço um balanço extremamente positivo, que me proporcionou novas experiências e a conquista do segundo Campeonato Nacional.

Foram doze corridas, entre Portugal e Espanha e ainda com a estreia em Campeonatos Continentais, com o Europeu na Alemanha, sem duvida um dos pontos altos da época.

Foto: António Alves
A nível interno, este ano apenas tivemos quatro provas pontuáveis para a Taça de Portugal de Ciclocross, menos uma que na época anterior.
Com a coincidência de datas logo da primeira prova, em Paredes, com o Europeu em Lorsch, sabia de antemão que muito dificilmente conseguiria alcançar a terceira Taça de Portugal consecutiva, pois para isso teria de vencer as restantes...
Dei o meu melhor em Gondomar, Torre Dona Chama  e Valongo. No final consegui o terceiro lugar nesta competição, vencida com todo o mérito pelo espanhol Narciso Piñeiro da equipa SPOL.

Foto: Luz Iglesias
Em Espanha, este ano disputei pela primeira vez a totalidade das provas do calendário Galego. Mesmo com alguns azares pelo meio, o balanço que faço é positivo, pois quando não tive problemas consegui andar perto dos melhores, numa competição que na minha opinião deu um grande salto qualitativo face a anos anteriores, com cinco a seis atletas sempre com reais hipóteses de vencer cada uma das corridas.
A abrir a temporada de CX, viajei em Outubro até às Astúrias, onde corri uma das provas da super competitiva Copa de Espanha, tendo realizado talvez a maior recuperação da temporada ao terminar em 23º depois de arrancar nas ultimas linhas entre os oitenta participantes.

Foto: GGEW City Cross Cup
Esta época consegui também concretizar um desejo já de há algum tempo, o de disputar um Campeonato Internacional,
Foi sem duvida uma grande experiência a que vivi com o amigo Custoias (António Moreira) no Europeu de Ciclocross em Lorsch.
De lá trouxe uma grande aprendizagem, não só da minha prova, de onde alcancei um extremamente positivo oitavo lugar, não muito longe em termos de tempo dos lugares do pódio, mas por poder ver ao vivo e como correm grande nomes internacionais da modalidade.
Espero poder no futuro repetir esta experiência! 

Mas "a cereja no topo do bolo" deu-se em Barcelos, com a conquista do meu segundo Campeonato Nacional de Ciclocross Master 30, numa corrida disputada a grande velocidade, onde tudo correu bem e sem azares, num circuito mais parecido em termos de fluidez com o que se encontra lá por fora na Europa.

Foto: Eduardo Campos
Apesar de todas as dificuldades, pois infelizmente a vida não são só bicicletas e há que trabalhar todos os dias, por vezes mesmo nos dias de corridas também, só posso estar contente com o que fiz nesta época e claro agradecer a todos aqueles que à sua maneira contribuíram para que ela corresse da forma que correu.

Foto: Cecília Araújo
Agora segue-se a temporada de XCO, onde tenho por objectivo a participação na Taça de Portugal e Regional do Porto, sendo que este ano estarei também presente em algumas provas de Estrada, sendo essa a grande novidade face a anos anteriores no meu calendário desportivo.

Prevista está a participação ma Vuelta a Galiza e Campeonato Ibérico entre outras.

Para desfrutar um pouco da bicicleta, na procura de momentos épicos, irei alinhar ainda no Vila do Conde - Gerês Extreme em BTT e no DouroGranfondo e GerêsGranfondo na Estrada.

Obrigado a tod@s pelo apoio!