domingo, 16 de Novembro de 2014

Arranque da temporada Galega com um 5º lugar em O Rosal e um 10º em Santiago

O arranque da temporada de Ciclocross na Galiza deu-se logo com um fim de semana de duas corridas consecutivas. No sábado em O Rosal e no domingo em Santiago de Compostela.

Foto: Luz Iglesias
Na tarde de sábado, a corrida disputada no tradicional circuito desenhado na praia de Eiras, junto á margem do Rio Minho, contou como habitualmente com a dureza dos trilhos de areia, intercalada com a rapidez da primeira secção da pista.
Fiquei logo "pregado" no arranque para a corrida. Os colegas galegos não dão margem para soar o apito do comissário e quando este apitou e eu arranquei, já a grande maioria do pelotão estava em marcha... Teve de mais uma corrida de trás para a frente. 

Foto: Jorge Valdwindcycles
Dei o meu melhor e ia tão "à morte" que no final não me apercebi do final da corrida (a placa ainda mostrava um 1, para os mais atrasados...) e eu lá segui a fundo para mais uma volta... Mas o curioso é que mesmo fazendo essa volta "extra", fiz menos de 44 minutos de prova, contra os 34m55s do vencedor, Alejandro Magallanes. Com isto pretendo apenas chamar a atenção para os tempos mínimos de corrida, que não têm sido respeitados...
Vitória justa para o Alejandro, que se isolou cedo e liderou durante toda a corrida. No segundo lugar terminou o regressado Adolfo Martinez e no terceiro Iago Medin.

Foto: Luz Iglesias
Já na manhã de domingo, o destino foi A Granxa do Xesto, nos arredores de Santiago de Compostela.
Ali encontramos um circuito algo traiçoeiro e com várias zonas bastante "pesadas" devido à chuva que ia caindo. Uma secção com areia e algumas alterações na parte inicial do percurso, foram as novidades mais notórias este ano.

Parti bem, cheguei a andar em segundo durante a segunda volta, mas entretanto fui alcançado e passei a seguir no grupo que lutava pelo terceiro lugar, até que um problema com a roda de trás depois de um impacto mais violento me fez perder algum tempo com uma corrida a pé até à zona técnica para trocar de bike e prosseguir. Com esse percalço e uma corrida completamente lançada, não deu para fazer melhor que terminar em décimo, mas regresso a Portugal animado, pois acho que a forma física prossegue no bom caminho.
A vitória na corrida foi novamente para o Alejandro Magallanes (Bici O Con), que desta vez foi acompanhado no pódio pelo Alejandro Mesias (Quintena) e Iago Medin (Norinver).

Foi um fim de semana bastante animado na companhia dos colegas António Moreira, Isabel Caetano e Daniel Dias, aos quais ainda se juntou a Ângela Fernandes para a corrida de Santiago, Foi bom voltar a vê-la de volta ao CX!
Ao José Dias (aka 4D) e à Paula, só tenho que agradecer por todo o apoio, para que nada nos faltasse na preparação, durante e após as corridas. Obrigado!

Também foi bom ouvir vozes de apoio de quem estava a assistir durante as corridas :)

Galeria de Fotos O Rosal

Galeria de Fotos Santiago

Classificação XVII Trofeo Ciclocross Comunidad de Montes de Eiras


















Classificação XIV Trofeo Ciclocross Cidade de Santiago




sexta-feira, 14 de Novembro de 2014

Fim de semana com dose dupla de Ciclocross na Galiza

Arranca este fim de semana o calendário Galego de Ciclocross, logo com uma dupla jornada.

No sábado à tarde corre-se o XVII Trofeo Ciclocross Comunidade de Montes das Eiras. Uma prova disputada na localidade de O Rosal, junto à margem do Rio Minho.

Já no domingo a caravana ruma até Santiago de Compostela, para disputar o XIV Trofeo Ciclocross Cidade de Santiago, uma prova de categoria nacional disputada durante a manhã no Parque A Granxa do Xesto.

 

domingo, 9 de Novembro de 2014

2014 UEC Cyclo-cross European Championships - Lorsch: Uma experiência marcante

Quatro anos após a minha estreia na modalidade, participei pela primeira vez num Campeonato da Europa de Ciclocross. Esta viagem até Lorsch, na Alemanha, ficará para sempre na minha memória.

Objectivo adiado já por mais que uma vez, este ano em conjunto com o amigo António Moreira (Custóias) planeamos as coisas com vários meses de antecedência, aguardando com entusiasmo dia após dia a chegada deste fim de semana especial. Foi a minha estreia em competições internacionais deste nível, já do lado dele contava com experiências anteriores em Campeonatos de Estrada.

Viajei para a Alemanha consciente de que iria encontrar um nível elevado, quer a nível da qualidade dos adversários, quer em termos do evento em si, expectativas que se confirmaram e resultaram num fim de semana memorável.

Chegamos a Lorsch na sexta feira após a hora de almoço depois de quase sete horas de viagem, entre avião e carro. Foi chegar, montar as bikes e ir reconhecer um circuito algo diferente daquilo a que estava habituado a encontrar nas corridas em Portugal e na Galiza. Circuito largo, com várias zonas distintas, mas acima de tudo muito fluido e com uma construção levada até ao pormenor. Gostei do primeiro contacto.

O dia de sábado foi passado entre o treino matinal novamente no circuito e o restante tempo a assistir ás corridas dos Europeus de Sub-23, onde ganhou o fortissimo Wout Van Aert, Elites Femininas, com a vitória a sorrir a Sanne Cant e finalmente a aguardada C1 de Elites masculinos, com a vitória do belga Dieter Vanthourenhout da Sunweb-Napoleon Games. 
Pelo meio ainda demos uma volta pelo paddock e confirmamos as soberbas condições de que dispõem a grande maioria daqueles atletas e selecções para praticarem esta espectacular modalidade. Impressionante nalguns casos.
Cruza-mo-nos ainda com alguns nomes grandes do CX, que apenas estava habituado a ver nas transmissões televisivas e ainda deu para conhecer e conversar um pouco com o simpático e acessível Philipp Walsleben da BKCP-Powerplus.

Para o dia de domingo estavam reservadas as corridas das categorias Master e na chamada para a minha corrida (Master 1 - Men 1976-1980) fui o antepenúltimo a ser chamado, partindo assim do 17º posto da grelha de partida.
Dado o sinal, parti bem e recuperei algumas posições durante as três primeiras voltas, chegando até ao sétimo lugar.
Os andamentos eram bastante equilibrados e apesar de não serem muitos segundos a separarem-nos, era difícil encostar a quem seguia mais a frente. Andei em sétimo até metade da ultima volta, até que surgiu de trás o sueco Jens Westergren, que havia tido problemas mecânicos nas voltas iniciais e vinha a fazer uma grande recuperação. Passou-me e eu ainda tentei discutir com ele o sprint na longa recta da meta, mas ele foi mais forte e assim eu terminei em oitavo, a quarenta segundos de discutir uma medalha. Acho que em termos de resultado, foi uma boa classificação para uma primeira experiência e espero no futuro poder voltar a disputar uma prova destas para tentar, quiçá, melhorar.

Na corrida dos Master 2, o colega António Moreira classificou-se em 23º, também ele a fazer uma boa recuperação depois de partir do ultimo lugar da grelha para a corrida.

Foi assim uma experiência marcante a participação neste Campeonato da Europa e não posso deixar de agradecer a todos aqueles que de uma ou outra forma contribuíram para que este meu sonho se concretizasse, desde a Leonor e a pequena Marisa, que dia a dia vão compreendendo e apoiando este meu "hobby", apesar das horas e dias que deixo de estar junto delas, passando pelo amigo e treinador Urbino Santos, que sempre me vai motivando a ajudando na minha preparação diária. A minha equipa Rompe Trilhos, que me vai ajudando no que pode, tal como os amigos e patrocinadores, onde tenho de destacar o Raimundo Mendonça da Bike4you, que diariamente me vai ajudando na preparação das bicicletas e todos aqueles amigos, que semanalmente me vão acompanhando nos treinos. A todos muito obrigado por tudo.

As atenções focam-se agora na corridas de Ciclocross entre Portugal e Espanha, com quase três meses de competição intensa e seguramente muita diversão pela frente.




Classificação Final Master 1 - Men 1976-1980

1º 363 FRA19800811 Delamarre, Christophe - LES BLEUS DE FRANCE 7 voltas em 00:51:43.463
2º 353 GER19801022 Baumann, Sven - SV Werra 07 Hildburghausen +00:00:37
3º 372 CZE19790913 Vana, Petr - Nutrend Specialized +00:00:53
4º 361 BEL19781230 Raeymakers, Sten - individueel +00:01:03
5º 365 FRA19771005 Bulot, Steve - EC SAINT VIGORIENNE +00:01:11
6º 360 BEL19771221 Gruwier, Steve - Asfra racing team +00:01:13
7º 368 SWE19790515 Westergren, Jens - Falu CK/ Allebike/BOR +00:01:29
8º 367 POR19801225 Matos, Rogério - Rompe Trilhos +00:01:33
9º 369 GBR19770317 Ellison, Neil - Spezialized +00:02:05
10º 364 FRA19770804 Martin, Arnaud - UC IFS HEROUVILLE +00:02:36
11º 371 CZE19790809 Pospisil, Petr Stevens - Bikes Emilio Sports +00:02:43
12º 352 GER19800530 Bangert, Marcus - RMSV +00:02:47
13º 362 FRA19800803 Bouteloup, Yohan - LES BLEUS DE FRANCE +00:04:14
14º 366 POL19780528 Józkowicz, Michal - Blekitni Kozieglowy +00:05:11
15º 355 GER19791211 Deuschle, André - RSV Stuttgart-Vaihingen e.V. +00:05:46
16º 359 GER19801123 Volk, Mirko Storck - Bicycle Team+00:06:00
17º 358 GER19770101 Röschl, Stefan - MTB-Freunde Heidelsheim e.V. +00:06:00
18º 356 GER19770721 Fenzl, Heiko - RV Edelweiss 1924 Deidesheim e - 1 lap
19º 351 GER19780109 Apel, Marco - EBE-Racing-Team - 1 lap

terça-feira, 4 de Novembro de 2014

UEC Cyclocross European Championships - Lorsch

Depois das experiências nas ultimas épocas em Espanha, este ano surgiu finalmente a oportunidade de disputar uma prova verdadeiramente internacional e assim este fim de semana rumarei até Lorsch, na Alemanha, para disputar o Campeonato da Europa de Ciclocross Master.

Este ano a Union Europeenne de Cyclisme decidiu juntar no mesmo fim de semana e no mesmo local os Campeonatos das categorias de formação, de elites femininas e dos masters. A tudo isto, juntam-se ainda duas grandes corridas para elites masculinos. Uma C1 no sábado e uma C2 no domingo, tornando o fim de semana de Lorsch num dos mais movimentados da temporada.

Desde que me iniciei nesta modalidade que sonhava um dia poder participar num evento desta grandeza e conviver de perto com alguns dos grande nomes internacionais desta maravilhosa vertente do Ciclismo que é o Ciclocross.

Para a minha corrida (Master 34-39) tentei preparar-me para este desafio da melhor forma, dentro das minhas possibilidades, e espero poder estar à altura de uma prova como esta. Vou dar tudo para trazer o melhor resultado possível.

No regresso, espero trazer boas recordações desta aventura que irei partilhar com o colega António Moreira, e poder ver também "in-loco" estrelas internacionais a competir como são os casos de Mathieu Van Der Poel, Wout Van Aert e todos os grandes valores da selecção belga, holandesa entre outras de Sub-23 ou Elites femininas como a actual Campeã Helen Wyman e a compatriota Nikki Harris. Sophie de Boer, Sanne Cant... Tantos nomes que vou seguindo através da TV e agora vou poder ver ao vivo...

No entanto não posso esquecer o "amargo de boca" que fica do facto de com isto ter de faltar ao Ciclocross de Paredes, "a minha corrida caseira", mas são aspectos que não controlamos e não podia deixar escapar esta oportunidade, mesmo que para isso fique seriamente em causa a possibilidade de conquista de uma terceira Taça de Portugal.

Obrigado a todos aqueles que têm estado do meu lado e me têm apoiado neste desporto que tanto prazer e alegria à vida me traz.


domingo, 19 de Outubro de 2014

XCO Cup BMC/SRAM/AC Porto #9 - 1º XCO Rego Clube Recreativo Jovinense Bicicastro: 3º lugar na corrida e 2º na geral final da Taça

Foi em Jovim, num dia que fez recordar o verão, que se disputou a ultima prova da temporada da XCO Cup BMC/Sram/AC Porto.

Foto: Sérgio Figueiredo
A prova disputou-se num circuito marcado pelo constante sobe e desce, com o forte ritmo imposto na frente da corrida a torna-la dura desde o inicio.

Cheguei a esta ultima corrida com a segunda posição na geral final já garantida, mas ainda com possibilidades matemáticas de chegar a primeiro, apesar de já não depender só de mim.
Apesar da cabeça e do treino já estar a pensar no que vem um pouco mais para a frente, dei o meu melhor. 
Foto: Equipa de Ciclismo Maiatos / Reabnorte
A meio da corrida seguia isolado na segunda posição, com o Carlos Monteiro a liderar com cerca de 20 a 30 segundos e o Manuel Lopes atrás de mim em terceiro mais ou menos com a mesma distancia, mas um problema com a corrente fez-me parar, perdendo algum tempo e ficando desde então junto com o Manel, que na ultima volta atacou forte, ganhou alguns segundos e eu não consegui ir com ele disputar o segundo lugar. 
A vitória na Taça que foi para ele foi bem entregue, assim como a vitória na corrida ao Carlos Monteiro, que liderou desde a primeira volta.
Quanto a mim, terminei em terceiro e finalizo a Taça no segundo lugar, melhorando assim um degrau em relação ao ano passado. Espero estar novamente na luta no próximo ano :)

Seguem-se agora duas semanas de preparação rumo ao Ciclocross.

Obrigado a todos pelo apoio.

Galeria de fotos

Classificação Master 30



sexta-feira, 17 de Outubro de 2014

XCO Cup BMC/SRAM/AC Porto #9 - 1º XCO Rego Clube Recreativo Jovinense Bicicastro

No próximo domingo, dia 19, Jovim, Gondomar, recebe a ultima prova da XCO Cup BMC/SRAM/AC Porto 2014.

O 1º XCO Rego Clube Recreativo Jovinense / Bicicastro conta também com uma prova destinada ás categorias de escolas, a disputar durante a manhã.


Programa:

19 Outubro - Domingo 

11h30 Abertura do Secretariado 
12h30 Encerramento da confirmação das inscrições 
13h30 Corrida 1 - Master Masculinos e Promoção 
14h45 Corrida 2 - Cadetes Masculinos e todas a categorias Femininas 
16h00 Corrida 3 - Elites Masculinos e Juniores Masculinos

domingo, 12 de Outubro de 2014

Ultima prova da Taça de Portugal XCO 2014 - Seia: 8º na prova e no ranking

Foto: Clube BTT Seia
Seia regressou este ano ao calendário nacional de XCO para acolher a sexta e ultima prova da Taça de Portugal, apresentado um circuito renovado face ás anteriores edições. Novidade foi também a mudança no calendário para Outubro, onde o calor e pó de outras edições foi substituído pela humidade e frio.

Entre os Master 30 a lista de participantes surgiu mais animadora do que a prova anterior, sendo formada por 19 atletas à partida.
O campeão nacional Marco Sousa voltou a mostrar que é actualmente o mais forte nesta categoria, somando mais uma vitória e cimentando a sua liderança no ranking final da Taça.

Quanto á minha corrida, desde cedo que percebi que não estava nos meus melhores dias, acusando talvez o cansaço dos dias anteriores.

Foto: Clube BTT Seia
Procurei manter o meu ritmo e evitar quedas nas zonas mais complicadas do circuito, o que consegui, apanhando no entanto alguns calafrios na ultima volta, que tive de fazer quase na totalidade com o pneu da frente quase vazio... Terminei a prova no oitavo lugar, que me colocou na mesma posição em termos de ranking final da Taça de Portugal de XCO.

No inicio do ano aspirava a algo melhor, mas os azares no Fundão e em Belas comprometeram bastante esse objectivo, mas o desporto é assim mesmo.

Falta apenas disputar mais uma prova de XCO, já no próximo domingo a contar para a Taça da AC Porto e depois disso as atenções passam a estar centradas no Ciclocross.

Obrigado a todos pelo apoio.

Resumo RTP 2




Classificação Master 30:



Ranking Final Taça de Portugal XCO - Master 30





sexta-feira, 10 de Outubro de 2014

Taça de Portugal XCO #6 - Seia

A derradeira Taça de Portugal de XCO disputa-se este fim de semana em Seia.
Depois de um ano de ausência, a prova disputada no sopé da Serra da Estrela regressa ao calendário, sendo palco das decisões da temporada. 

O circuito sofreu algumas alterações relativamente ás edições anteriores, mantendo no entanto a sua dureza característica.

Programa:

12 Outubro - Domingo 

08h00 Abertura do Secretariado 
09h00 Encerramento da confirmação das inscrições 
09h45 Chamada da Corrida 1 
10h00 Partida da Corrida 1 
12h00 Entrega de prémios Corrida 1 
12h20 Chamada da Corrida 2 
12h30 Partida da Corrida 2 
14h15 Entrega de prémios Corrida 2 
14h45 Chamada da Corrida 3 
15h00 Partida da Corrida 3