sábado, 20 de Setembro de 2014

Uma vitória e um segundo lugar no rescaldo dos Campeonatos Regionais da AC Porto de Up-Hill e Rampa

Com a decisão de participar na prova de Up-Hill do Campeonato Regional da Associação de Ciclismo do Porto a ser tomada apenas na véspera da prova e a confirmação da de Rampa apenas no dia, não houve portanto qualquer tipo de preparação específica para a disputa destes dois títulos e todo o resultado que ali conseguisse era bem vindo.

Foto: Ana Rita Vigário
A prova de Up-Hill foi disputada na parte da manhã. Segui para Valongo directo do trabalho e já cheguei mesmo em cima da hora. Foi fazer uma subida de reconhecimento do duro e pedregoso percurso, descer e rodar alguns minutos no rolo, para logo de seguida partir, pois os Master 30 foram a categoria que "abriu" a prova.

Talvez ressentindo-me um pouco dos dias de treino anteriores, não consegui encontrar o melhor ritmo na subida. Foi sempre a sofrer e a sentir que não estava a andar no meu melhor. Mesmo assim cheguei ao topo com o melhor tempo até essa altura, faltando apenas chegar o Carlos Monteiro (Quinta das Arcas/Interdesign/Xarão), que vinha a "voar baixinho", mas que furou a cerca de cem metros da chegada. Cruzou a meta com a bicicleta à mão e perdeu a prova por um segundo para mim. Consagrei-me assim Campeão Regional de Up-Hill pela primeira vez.
No terceiro lugar classificou-se o meu amigo e colega de equipa, Miguel Moura.

Depois desta prova decidi regressar a Valongo depois da hora de almoço para disputar o Campeonato de Rampa em estrada.

Foto: Rui Carvalho
Feito o aquecimento e tudo pronto para partir, eis que poucos minutos antes da nossa saída começou a chover com bastante intensidade, trazendo ainda mais dificuldades á já de si dura subida de empedrado até à Capela de Santa Justa.
Arranquei bem e desta vez as pernas estavam a responder um pouco melhor que de manhã, encontrando um bom ritmo, mas sempre a tentar encpntrar as melhores trajectórias para tentar evitar o "patinar" da roda traseira, dada a inclinação e piso molhado, até que a certa altura numa troca de andamento a corrente saltou fora da cassete e enfiou-se entre esta e os raios... Tive de parar e recoloca-la no sitio para seguir a prova.
Lá no alto, cheguei com o segundo melhor tempo, a cinco segundos do vencedor e novo Campeão Regional de Rampa, Carlos Monteiro. O Miguel Moura do meu Rompe Trilhos repetiu o bronze da manhã.

Foram assim os Campeonatos de Up-Hill e Rampa da AC Porto desta temporada. Para o ano espero estar lá novamente a disputa-los. Para já, venha o Ciclocrioss.


sexta-feira, 19 de Setembro de 2014

Campeonato Regional AC Porto Up-Hill e Rampa - Valongo

Disputam-se amanhã em Valongo os títulos regionais de Up-Hill (BTT) e Rampa (Estrada) nas imediações do Centro de Interpretação Ambiental - Serra de Santa Justa.

Horários:

Up-Hill - 09h00
Rampa - 14h30


domingo, 14 de Setembro de 2014

Taça de Portugal XCO #5 - Oliveira de Azeméis: Uma corrida de trás para a frente

A Taça de Portugal de XCO entrou na sua fase decisiva com a realização em Oliveira de Azeméis da quinta, de seis provas do seu calendário.

Foto: UVP - Federação Portuguesa de Ciclismo
Disputada no habitual circuito, que sofreu apenas ligeiras alterações face à temporada passada, voltei a dar o meu melhor neste regresso ás provas da Taça de Portugal.
No entanto as coisas não começaram da melhor forma, com um percalço com a corrente poucas centenas de metros após o arranque, que me deixou logo na ultima posição e já com cerca de trinta segundo para o grupo dos Master 30.

Foto: Eduardo Campos / Rorizbtt acrr
A partir daí foi tentar "correr atrás do prejuízo" e ao longo das cinco voltas fui recuperando algumas posições, terminando no quinto lugar.
A vitória foi uma vez mais para o Campeão Nacional Marco Sousa (Róódinhas/Santos Silva), que foi acompanhado no pódio pelos atletas do BTT Seia, Renato Flórido e Paulo Serra.

Com este resultado subi duas posições no ranking desta Taça de Portugal, ocupando agora o nono lugar quando falta disputar uma prova, em Seia, no dia 12 de Outubro.

Obrigado a todos pelo apoio ao longo da prova e ao Fábio pela ajuda no abastecimento.

Galeria de Fotos

Classificação Master 30:



sábado, 13 de Setembro de 2014

Taça de Portugal XCO #5 - Este domingo em Oliveira de Azeméís

A Taça de Portugal de XCO regressa este fim de semana em Oliveira de Azeméis, para a sua quinta e penúltima prova da temporada. Será uma corrida de categoria UCI C1.

O circuito será idêntico ao das edições anteriores, localizado nas imediações as piscinas de Oliveira de Azeméis.

Programa:

14 Setembro - Domingo 

08h00 Abertura do Secretariado 
09h00 Encerramento da confirmação das inscrições 
09h45 Chamada da Corrida 1 
10h00 Partida da Corrida 1 
12h00 Entrega de prémios Corrida 1 
12h20 Chamada da Corrida 2 
12h30 Partida da Corrida 2 
14h15 Entrega de prémios Corrida 2 
14h45 Chamada da Corrida 3 
15h00 Partida da Corrida 3 

domingo, 31 de Agosto de 2014

10º BTT XCO de Matosinhos - AC Porto XCO Cup Sram/BMC entra na recta final

A AC Porto XCO Cup Sram/BMC está na sua fase decisiva. No Parque de Real, em Matosinhos disputou-se a penúltima prova desta competição.

Foto: Equipa de Ciclismo Maiatos/Reabnorte
Depois de uma pausa no verão, o regional de XCO regressou assim num circuito com algumas remodelações face ao ano anterior, que proporcionou boas corridas.

Em termos de Master 30, com o aproximar do final da época as listas de participantes vão-se reduzindo e desta vez fomos apenas oito a participar, numa corrida disputada debaixo de uma temperatura bastante elevada.

Arranquei bem e liderei a prova durante a primeira volta, sendo a liderança depois assumida pelo Manuel Lopes (ASC/Focus team) seguido do Carlos Monteiro (Quinta das Arcas/Interdesign/Xarão). Eu passei a rodar em terceiro, não muito longe da frente da corrida.

Foto: Equipa de Ciclismo Maiatos/Reaborte
Entretanto a meio da prova tive um pequeno "stress" com a corrente e perdi aí cerca de meio minuto, ficando mais longe dos da frente e com o quarto classificado "na roda".
Tentei forçar um pouco para reduzir a desvantagem para a frente e ao mesmo tempo segurar também o terceiro lugar.

Entretanto na frente o Carlos Monteiro acabou por assumir a liderança e vencer, ficando o Manuel Lopes em segundo e eu em terceiro.

Com estes resultados o Manuel Lopes tem a vitória na Taça de Master 30 praticamente garantida. Eu ainda tenho hipóteses matemáticas de lá chegar, mas pelo menos já garanti o segundo lugar.

Numa nota final queria deixar os parabéns à organização do BTT Matosinhos por todo o trabalho que tiveram para montar um bonito evento como foi este, e deixar também uma palavra de alento para os colegas aos quais foram furtadas bikes...

A ultima prova desta competição disputa-se em Gondomar, no dia 19 de Outubro.

Galeria de fotos

Classificação Final Master 30:

1º 301 Carlos Monteiro - Quinta das Arcas / Interdesign / Xarão 1:11:59
2º 305 Manuel Lopes - ASC / Focus Team 1:12:18
3º 303 Rogério Matos - Rompe Trilhos 1:13:24
4º 314 Eduardo Fontes - Rodabike / ACRG / Gondomar 1:14:53
5º 316 Carlos Moura - Rompe Trilhos 1:19:00
6º 307 José Martins - Centro Ciclista de Gondomar / Gondobike 1:19:26
7º 317 Marco Pereira - Rompe Trilhos 1:21:05
8º 318 Nuno Reis - BTT Matosinhos 2 voltas

Classificações completas



domingo, 24 de Agosto de 2014

XI Clássica Internacional Lamego - Serra das Meadas

Depois do Douro Cycling a fechar a temporada passada, 2014-2015 abriu para mim com mais uma corrida de estrada. A Clássica Internacional de Lamego - Serra das Meadas.

Disputada na lindíssima região do Douro Vinhateiro, contava com um percurso de cerca de 72km, sendo que apenas os últimos vinte seriam disputados em "roda livre". Nesta parte competitiva, tínhamos pela frente cerca de sete quilómetros planos, ao lado da barragem de Bagaúste, seguidos de uma dura contagem de montanha de primeira categoria, com cerca de 7km de extensão a uma média de 6% de inclinação, mas que era "disfarçada" por um "miolo" onde tínhamos uma zona de plano e uma descida, que era depois "compensadas" por algumas zonas a rondar os 15/17%... Seguiam-se depois cerca de 5km rolantes até à meta no centro de Lamego.

Foi portanto um final bem durinho, depois de uns primeiros 50km tranquilos atrás do carro da organização, onde o calor acabou por ser o maior adversário.

Tentei entrar bem colocado na subida final e encontrar um bom ritmo. Consegui-o até cerca de meio da subida, quebrando um pouco depois. Daí para a frente foi sofrer para tentar chegar lá cima e perder o mínimo de tempo possível para os da frente. Mesmo assim resultou numa perda de 6m59 para o vencedor à geral e 5m50s para o Claudio Paulinho, vencedor entre os Master A.

Foi uma boa prova para voltar a "ligar o motor" e preparar as corridas de BTT que se seguem, rumo ao início do Ciclocross.

Classificação Final

domingo, 20 de Julho de 2014

Douro Cycling - A primeira prova de estrada em linha

Já em final de temporada, faltava ainda encontrar lugar para uma participação numa corrida de estrada. É uma vertente da qual também gosto muito, mas que ainda não arranjei forma de integrar mais vezes nas minhas temporadas. Pois bem, desta vez na Douro Cycling, fiz a estreia em provas em linha, depois das participações em anos anteriores nos Circuitos de Lousada e mais recentemente, Boavista.

A prova teve cerca de 120km de extensão, com partida e chegada na vila do Pinhão, percorrendo estradas do Douro Vinhateiro, com passagem por S. João da Pesqueira, Barragem da Valeira, Barragem do Tua, Alijó e Sabrosa.

Pelo caminho haviam algumas subidas bem exigentes, sendo a mais dura a da subida após a barragem da Valeira, que atribuiu também um prémio de Montanha.

A corrida foi neutralizada durante os primeiros treze quilómetros, mas logo após o sinal de partida para a roda livre, sucederam-se os ataques na frente do pelotão, com as principais equipas a tentarem destacar ciclistas na frente da corrida, mas com as outras a não o permitirem.
O ritmo até à contagem de montanha foi vertiginoso, com uma descida com piso menos bom entre S. João da Pesqueira e a Barragem da Valeira pelo meio, percorrida muitas vezes acima dos 70km/h.

Tentei seguir bem colocado desde cedo, mas nessa descida o grupo da dianteira, onde seguia, partiu-se e eu não consegui seguir na primeira metade. Tivemos de perseguir até à barragem, onde finalmente conseguimos juntar à frente, mas de imediato começaram as dificuldades novamente, com a subida de 1ª categoria a ser atacada desde cedo.

Procurei o meu ritmo, uma vez que não deu para seguir com os da frente, e lá no topo formamos um grupo com cerca de seis ou sete elementos, em perseguição ao restrito primeiro grupo.
Assim foi até à subida da nova barragem do Tua, onde conseguimos recuperar algum tempo, mas infelizmente o desgate que tive nessa perseguição e uma pequena distracção na chegada ao abastecimento, deixaram-me descolado do grupo onde seguia.

Daí em diante fiz um "contra-relógio" de cerca de 30km, em conjunto com outro atleta que ficou junto de mim, até que fomos alcançados por um pequeno grupo, já a chegar a Sabrosa e ao inicio da descida final para o Pinhão, onde acabei por chegar na vigésima quinta posição da geral e oitava entre os Master 30.

Adorei a experiência e espero poder voltar a correr na estrada em breve.

Galeria de Fotos



sábado, 19 de Julho de 2014

Douro Cycling

Quase um ano depois da ultima corrida de estrada, amanhã é dia de competir novamente com a fininha.

Aqui fica o cartaz do evento e mapa do percurso do Douro Cycling. Serão cerca de 120km com 2400 metros de acumulado de subida, a pedalar numa das regiões do país, que mais gosto.