domingo, 17 de julho de 2016

Taça Regional do Porto XCM #4 - Lagares

A 8ª Maratona Amigos do Pedal, em Lagares, Penafiel, foi a quarta prova da Taça Regional do Porto de XCM.

Pela frente tivemos um percurso com cerca de 60km de extensão, que percorreu as serras da zona de Lagares, Capela, Sobreira e Recarei, com os seus tradicionais pisos duros, com muita pedra.

As altas temperaturas foram também um importante factor nesta prova e talvez aquele que mais me afectou. Fiz os últimos cerca de 15 km em franca quebra e isso resultou num décimo lugar final na minha categoria. Julgo ser capaz de fazer melhor, mas os erros pagam-se, e neste caso espero ter tirado a lição para não voltar a fazer o mesmo numa próxima.

Apesar de tudo. mais importante foi mesmo o facto de a nossa equipa ter conseguido uma fantástica vitória colectiva!
Parabéns ao Miguel Moura pela vitória e ao Daniel Bastos e António Passos pelos pódios. Vocês são umas máquinas!

Obrigado ao nosso staff Cristina Sousa, Clara Moura e Hugo Ferreira pelos abastecimentos e a tod@s pelo apoio.

Agora siga para o Campeonato Nacional de XCO, no próximo fim de semana no Jamor.

sábado, 2 de julho de 2016

Taça Regional Porto XCO #5 - Guilhabreu

Depois das ausências em Lordelo e Matosinhos, por estar a participar na Volta ao Faial e Pico, regresso este fim de semana ao Regional do Porto de XCO,  que cumpre a quinta prova do calendário em Guilhabreu, Vila do Conde.

Será um domingo repleto de actividade naquela freguesia de Vila do Conde, com a prova pontuável para o Campeonato concelhio a decorrer durante a manhã, para depois, durante a tarde se disputar a prova da Taça Regional.

domingo, 12 de junho de 2016

Volta ao Faial e Pico / GP Sport Zone

No passado fim de semana regressei ás corridas de estrada, com a participação na Volta ao Faial e Pico / GP Sport Zone, uma prova de quatro dias no Arquipélago dos Açores.

Disputada num formato de um Prólogo no primeiro dia, seguida de três etapas em linha, somando um total de cerca de 230km competitivos, participei juntamente com o meu colega de equipa no Rompe Trilhos - APCar, Daniel Bastos, cedido à equipa faialense Ribeirinha Ativa - Ourivesaria Olimpio.

Foram quatro dias de competição onde tivemos quase sempre a companhia de alguns chuviscos e estradas molhadas.

Tudo começou na tarde de quinta feira, com um explosivo prólogo de 2,6km, disputado junto ao mar e com vento forte a ªajudar à festaª, onde fiz o décimo registo, a 26 segundos do mais rápido, David Morais.

O dia seguinte, sexta feira, amanheceu com nuvens baixas sobre a cidade da Horta, de onde partiu a primeira etapa desta volta, que rumou em sentido norte, para uma volta à ilha, com meta no regresso à Horta, em frente à loja Sport Zone.
A nossa equipa esteve bastante bem, com o sempre rápido António Dutra a ser o primeiro a passar pelos dois Pontos Quentes do dia, sendo eu segundo também em ambos.
Já na aproximação à Horta, a nossa equipa assumiu a liderança do pelotão e o Daniel Bastos rematou da melhor forma, com uma vitória ao sprint que lhe permitiu vestir a camisola verde dos pontos. De amarelo continuou o vencedor do prólogo, David Morais.

No dia seguinte, a segunda etapa foi disputada na ilha do Pico, com cerca de 104km de extensão.
A partida e meta foram na Madalena e na primeira metade da etapa o pelotão não permitiu escapadas, mas com a chegada das montanhas após contornarmos a outra extremidade da ilha, na Piedade, o forte ritmo imposto pelos lideres das várias classificações começaram a fragmentar o pelotão, até que se formou um grupo na dianteira com cinco elementos, onde eu estava incluído.
Tudo parecia correr bem, até que já na aproximação a S. Roque e com cerca de 25km para a meta, tive de parar devido a um furo. Perdi o contacto com o grupo e bastante tempo parado enquanto esperava pelo carro de apoio. Este percalço deitou por terra qualquer aspiração a um bom resultado individual, mas felizmente o Daniel voltou a estar muito bem, fez segundo na etapa e reforçou a sua liderança da camisola verde e continuava na luta pela geral, à falta de uma etapa, a etapa rainha, que prometia emoção na ascensão à caldeira, no Faial.

A ultima etapa voltou a iniciar-se debaixo de chuviscos e com estrada molhada, sendo também marcada por uma fuga lançada logo nos quilómetros iniciais por um dos elementos da equipa do camisola amarela, mas que viria a ser anulada na longa subida final, onde o Daniel Bastos esteve imperial, atacando a liderança do David Morais, que acabou por ceder a camisola amarela ao nosso líder na Riberinha Ativa - Ourivesaria Olimpio / Rompe Trilhos APCar, selando a prova com mais uma vitória de etapa.
Foi um grande dia para nós e para a nossa equipa, que assim venceu a Volta ao Faial e Pico na geral individual e nos Juniores, depois de mais uma grande etapa do Leandro Escobar.
Quanto a mim, finalizei a etapa no quinto posto e a geral final em décimo quarto.

Por equipas, a Ribeirinha Ativa - Ourivesaria Olimpio / Rompe Trilhos APCar terminou a volta na segunda posição.

Não posso deixar de agradecer ao António Dutra, ao José Manuel e ao presidente da Ribeirinha Ativa, Sr. Ivo, pela oportunidade e por todo o apoio e acolhimento durante o tempo que passei nos Açores, e claro, que gostava de poder repetir a experiência. 

Também gostava de realçar o notável trabalho da equipa da Ribeirinha na formação de jovens ciclistas. Estão de parabéns e não duvido do futuro risonho para eles.

Obrigado também à Cristina Sousa e Rompe Trilhos e ao treinador Urbino Santos, pelo seu contributo para que pudesse concretizar o desejo de correr esta prova e aos amigos António Mesquita pela cedência da bike e ao Renato da Oficina do Empenado pela preparação da mesma e ao Pedro Ventura pela ajuda na logística.

Galeria de Fotos

Classificações gerais finais 


domingo, 22 de maio de 2016

Taça Regional XCM #3 / Campeonato Regional - Avintes

Foto: Vitor Castro
A sexta edição da Maratona Broa D'Avintes foi este ano a terceira prova da Taça Regional do Porto de XCM e simultâneamente o Campeonato Regional, onde foram encontrados os novos campeões regionais da Associação de Ciclismo do Porto nesta vertente.

Pela frente tivemos um percurso com cerca de 60km de extensão, marcado por zonas bastante rápidas e subidas explosivas.
Julgo ter feito talvez a minha melhor prova de XCM, apesar do resultado final não o ter demonstrado devido a vários percalços mecânicos, que a cerca de 15km do final se agravaram, e a partir daí desliguei-me da luta por um resultado no pódio e o objectivo passou a ser tentar terminar a corrida.

Foto: Vitor Castro
Com uma queda de corrente ainda nos primeiros dois quilómetros, tive de parar e quando voltei a seguir tinha todo o pelotão pela frente para tentar alcançar. Aos poucos fui recuperando até chegar ao grupo que lutava pelos lugares do pódio, onde rodei até ao quilómetro 47 ou 48. A partir daí e talvez devido ás várias passagens por zonas com muita água e lama, os problemas com a roda traseira da bicicleta agravaram-se e foi o que disse umas linhas acima. Resultado, sexto classificado entre os Master 35.

Apesar de tudo regressei a casa animado com as sensações físicas e contente por ver os meu colegas de equipa subirem ao pódio, com "a cereja no topo do bolo" a ser o título de Master 35 para o Daniel Bastos.
Colectivamente a nossa equipa também esteve muito bem. Fomos segundos classificados!

Obrigado a tod@s pelo apoio e obrigado ao nosso staff pela fundamental ajuda nos abastecimentos.

Classificação Master 35


sábado, 21 de maio de 2016

Taça Regional ACPorto XCM #3 - Maratona Broa D'Avintes

Este fim de semana marca o regresso ao Regional de XCM, com a participação na 6ª Maratona Broa D' Avintes, terceira prova da Taça e simultâneamente Campeonato Regional da AC Porto.

Tal como indica o nome, esta prova disputa-se na zona de Avintes e terá um percurso com cerca de 65km de extensão e 1580m de acumulado de subidas.

O inicio da prova está agendado para as 9h30.






domingo, 15 de maio de 2016

Taça XCO Cyclin'Portugal #4 - Fundão: Dia dificil na Cova da Beira

Fundão recebeu a quarta prova da Taça XCO Cyclin'Portugal, num fim de semana que foi antecedido por semanas de chuva, que vieram também elas a ter grande influencia no evento, com a lama a causar vários problemas à organização na construção do circuito.
E foram bastantes as novidades em termos de trajecto da pista, que mudou em mais de 50% em relação ao ano passado.

Foto: Eduardo Campos
Depois do reconhecimento na tarde de sábado, percebi que teríamos pela frente uma corrida durissima, dada a quantidade de lama em várias zonas do percurso, que se juntava ás já de si duras subidas que por lá encontramos.

Parti relativamente bem para a prova, mas uma sucessão de erros logo nas primeiras centenas de metros ao passar pelas zonas mais ensopadas deixou-me logo bastante mal colocado e a partir daí havia que correr atrás do prejuízo... Foi o que tentei fazer, com dois percalços com a bike pelo meio a fazerem perder cerca de um minuto parado. No final das quatro voltas terminei na décima segunda posição.
Foi uma corrida difícil para todos e o elevado numero de abandonos demonstra essas dificuldades.

Foto: Eduardo Campos
Nos últimos anos a minha passagem pelo Fundão tem sido algo atribulada, e este ano a coisa não melhorou muito. Espero poder fazer melhor numa próxima oportunidade, pois até é um dos circuitos onde gosto de correr.
Já não bastava tudo isto e ainda tivemos de regressar a casa sem provar uma única cereja, pois a chuva atrasou as colheitas! Ninguém merece!

Agora a Taça de Portugal faz uma longa paragem, até Setembro, com a ultima prova do calendário a ser disputada em Oliveira de Azeméis.

Resta-me agradecer a tod@s pelo apoio que vão transmitindo, à Cristina e ao Passos por mais um fim de semana bem passado e a todos os patrocinadores que suportam a nossa equipa Rompe Trilhos.

Galeria de Fotos

Classificação Master 30


sábado, 14 de maio de 2016

Taça XCO Cyclin'Portugal #4 - Fundão

Depois de cerca de um mês de interregno, a Taça XCO Cyclin'Portugal regressa este fim de semana no Fundão, com a disputa da quarta etapa desta competição.

Para esta edição, o circuito baseado na envolvência ao Parque do Convento sofreu bastantes alterações face às ultimas provas ali disputadas, mantendo no entanto as suas características principais.
Terá cerca de 4200 metros de extensão e um acumulado de subidas de quase 200m por volta.
A juntar a insto, teremos ainda o factor clima, que poderá baralhar um pouco mais as coisas.

Esta será uma vez mais uma corrida de categoria internacional UCI C1, sendo uma das ultimas oportunidades para a obtenção de pontos para o apuramento olímpico do Rio de Janeiro, pelo que será de esperar uma corrida de grande nível entre os Elites Masculinos e Femininos.

O programa do evento será idêntico ao habitual, pelo que a minha corrida será ás 9h00.






Domingo, 15 Maio

07h30: Abertura do Secretariado
08h30: Encerramento da confirmação das inscrições
09h00: Corrida 1 (Cadetes, Master 30, 40, 50, Paraciclismo)
11h00: Corrida 2 (Juniores masculinos, Todas categorias femininas)
14h30: Corrida 3 (Elites e Sub-23)

domingo, 8 de maio de 2016

Campeonato BTT Vila do Conde #3 - Labruge

Foto: Lúcia Ferreira
Foi num dia marcado pelos aguaceiros, por vezes bem fortes e vento, que a localidade costeira de Labruge recebeu a terceira prova do Campeonato de BTT de Vila do Conde.

Apesar de bastante rolante, algumas zonas com lama e outras com areia trouxeram alguma dificuldade ao percurso.

Foto. Lúcia Ferreira
Quanto à minha corrida, Ricardo Sousa da ASC Focus Team / Vila do Conde foi um justo vencedor, assumindo a frente da corrida desde a primeira volta, seguido do companheiro de equipa e líder da Taça de Portugal, Ruben Nunes. Eu fechei os lugares do pódio. Foi mais um resultado positivo para mim.

De parabéns também está o colega de equipa, Tiago Peniche, que foi segundo classificado entre os Cadetes.

Já no próximo fim de semana regressa a Taça de Portugal, com a quarta prova a ser disputada no Fundão.


Classificação Master 30